CCT – Ed. INFANTIL | CONFIRA O QUE MUDOU NAS CLÁUSULAS ECONÔMICAS

 

TÉCNICOS E ADMINISTRATIVOS

Após algumas rodadas de negociação, onde o Sindicato patronal sustentava uma proposta de parcelamento no reajuste, o Sintae/RS resistiu e encerrou o processo negocial garantindo reajuste para os trabalhadores da Educação Infantil (9,83%) retroativo a 1° de maio, além da valorização do piso salarial (12,4%).
Segundo Pedro Goettems, diretor jurídico do Sintae/RS, “ainda faltam muitos avanços para esta parcela importante da categoria, porém em tempos de crise é fundamental garantir o reajuste para os trabalhadores”.

Após as assinaturas e registros a Convenção Coletiva de Trabalho da Educação Infantil será disponibilizada aqui no site, mas você já pode conferir abaixo o que mudou em termos financeiros:
CLÁUSULA TERCEIRA – PISOS PARA O MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE
Os pisos salariais dos trabalhadores em estabelecimentos de educação infantil, a partir de 1º de maio/2016, passarão a vigorar com os seguintes valores:
a) Auxiliar de educação infantil (monitor, auxiliar ou assistente de educação): R$ 1056,50 (Hum mil e cinquenta e seis reais e cinquenta centavos) para a carga horária máxima do estabelecimento;
b) Trabalhadores em geral (servente, portaria e cozinheira): R$ 966,00 (novecentos e sessenta e seis reais e cinquenta centavos) para a carga horária máxima do estabelecimento;
c) Auxiliares administrativos (secretaria): R$ 1056,50 (Hum mil e cinquenta e seis reais e cinquenta centavos) para a carga horária máxima do estabelecimento;
d) Serviços de apoio especializado (psicólogo, pedagogo e odontólogo): R$ 2.156,00 (dois mil cento e cinquenta e seis reais) para a carga horária máxima do estabelecimento; e
e) Instrutor de oficinas: R$ 8,00 (oito reais) por hora.

CLÁUSULA QUARTA – PISOS PARA OS DEMAIS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
Os pisos salariais para os trabalhadores representados pelo sindicato profissional a partir de 1º de
maio/2016 serão os seguintes:
a) Auxiliar de educação infantil (monitor, auxiliar ou assistente de educação): R$ 1023,50 (Hum mil e vinte e três reais e cinquenta centavos) para a carga horária máxima do estabelecimento;
b) Trabalhadores em geral (servente, portaria e cozinheira): R$ 966,50 (novecentos e sessenta e seis reais e cinquenta centavos) para a carga horária máxima do estabelecimento;
c) Auxiliares administrativos (secretaria): R$ 1023,50 (Hum mil e vinte e três reais e cinquenta centavos) para a carga horária máxima do estabelecimento;
d) Serviços de apoio especializado (psicólogo, pedagogo e odontólogo): R$ 2.156,00 (dois mil cento e cinquenta e seis reais ) para a carga horária máxima do estabelecimento; e
e) Instrutor de oficinas: R$ 8,00 (oito reais) por hora.
CLÁUSULA QUINTA – REAJUSTE SALARIAL
O salário dos trabalhadores em estabelecimentos de educação infantil será reajustado em 1º de maio de 2016 pelo percentual de 9,83% (nove vírgula oitenta e três por cento), sobre os salários vigentes em 1º/05/2015.
Parágrafo Único: A diferença retroativa a 1° de maio de 2016 deverá ser ressarcida aos trabalhadores da educação infantil juntamente com o salário de julho de 2016.

Comentários fechados.